Go to Top
Posts Recentes
glicopan pet id
cama-baú-id
Pill Food - id
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
zasłonka_szafa_garderoba_kokopelia_-32

Organize suas roupas – parte II

Esse post é a continuação do organize suas roupas! E hoje vou continuar contando sobre o processo de organização das minhas roupas.

Como já falei no primeiro post, segui três etapas para minha organização:

Sem título

Falei sobre separar no primeiro post. Agora vou falar sobre catalogar.

2º passo: catalogar

Catalogar é bem simples: é só anotar tudo o que a gente tem. Depois que eu separei tudo o que era para doação, comecei a contar o que tinha sobrado.

Eu resisti bastante a essa etapa. Afinal, quem tem vontade de ficar contando cada peça de roupa que tem? Mas eu fiz, e acabou sendo bem legal.

Fiz da maneira mais simples possível: contei itens semelhantes colocando um palitinho do lado do item, no final contei o que havia sobrado. Essa é uma foto de parte da minha lista:

Organizaçao

Foi bem fácil fazer esse catálogo, e ele me ajudou a ver exatamente o que eu tinha. Algumas peças eu tinha demais (por exemplo, camisas). Outras, tinha de menos (exemplo, vestidos). Claro que tem sempre aquela coisa que a gente gosta mais de usar, então compra mais. Mas contar as roupas que a gente tem dá uma ideia bem legal do que está faltando no nosso guarda-roupa. Justamente por não fazermos isso que, quando vamos sair, ficamos em pé em frente ao guarda-roupa cheio dizendo “não tenho roupa nenhuma!” (quem nunca??).

Depois de contar tudo, guardei a roupa de volta no guarda-roupa, toda bonitinha, agora com muito mais espaço do que antes.

Em seguida, fui para a etapa da análise.

3º passo: analisar

Gente, essa foi a que deu mais trabalho. Não é o tipo de trabalho físico das duas primeiras etapas, é um trabalho de pensar.

Na análise, eu resolvi criar uma planilha no excel com o que seria um “guarda-roupa ideal”. No “mundo ideal”, quantas calças de alfaiataria eu precisava ter? E camisas? E vestidos? E meias? Etc etc. Tive que pensar muuuito para terminar a planilha, mas, quando terminei, a sensação que eu tive foi maravilhosa.

Daí foi só comparar a planilha com o que foi catalogado, para ver o que é que faltou. Fácil, né?

Vejam só um pedacinho da planilha que eu fiz, essa é a sessão “calças”:

planilha-nova

Ah, mais um detalhe: na planilha também tentei incluir a frequência com que eu deveria trocar aquela peça (anualmente, a cada seis meses etc.). Assim já sei o que está ficando velho, o que vou precisar comprar no mês que vem e por aí vai.

Sei que muita gente vai dizer: “credo, Silvia, que exagero, pra que tudo isso?”, mas eu não acho que exagerei. Digo com certeza uma coisa: se eu tivesse feito tudo isso antes, teria um guarda-roupas bem mais completo e o conjunto geral das minhas roupas refletiria melhor o que eu preciso.

Claro que tem um monte de coisas para considerar antes de fazer nossa tabela “guarda-roupa ideal”. Se a gente precisa caminhar muito durante o dia, se trabalha num lugar mais social, que estilo a gente prefere. E também não é porque não está na lista que vamos deixar de comprar aquela roupa maravilhosa que a gente acabou de ver. Afinal, roupa é uma coisa maravilhosa de comprar, alegra nosso dia, não é mesmo? A lista é só para dar uma ideia.

Então agora é só encontrar motivação para começar o seu processo de organização de roupas, que tal?

Artigos relacionados

, , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Resolva *