Go to Top
Posts Recentes
glicopan pet id
cama-baú-id
Pill Food - id
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
zasłonka_szafa_garderoba_kokopelia_-32

Convivendo com o melasma (Melasma: causas e soluções)

Oi pessoal! No post de hoje, gostaria de falar sobre dicas para conviver com o melasma.

Esse post é dedicado a todas que procuram ajuda para melhorar as manchas na pele. Então, vou falar primeiro o que causa o melasma, pois isso vai permitir a você prevenir o problema. Em seguida, falo sobre os produtos e tratamentos que uso e que surtiram efeito na luta contra esse problema. Afinal, manchinhas no rosto só ficam bem nos dálmatas, não é mesmo?

dalmata-marrom-620x465

Agora, falando sério, coloquei “conviver” no início do post e não “resolver”, pois ainda não há solução total para o melasma. Como a maioria das mulheres, também tenho melasma, e desde que as primeiras manchinhas surgiram já fui a muitas dermatologistas diferentes na intenção de resolver de vez o problema, mas elas sempre dizem a mesma coisa: melasma não tem cura, mas tem tratamento. Então, já é um primeiro passo saber que as manchas podem sumir (hoje estou praticamente sem manchas), mas qualquer coisa faz com que voltem.

o que é?

Bom, se você chegou até aqui, tenho certeza de que já tem ideia do que é melasma. Só para resumir, melasmas são manchas na pele, principalmente do rosto. Não causam maiores consequências na saúde: seu principal dano é estético.

Causas

É muito importante conhecer as causas, pois prevenir é o melhor tratamento em relação ao melasma. Estão relacionados os seguintes fatores na produção das manchas:

  • Hormonal

O hormônio feminino tende a desencadear as manchas, por isso mulheres grávidas e as que fazem uso prolongado de anticoncepcional têm mais chances de ter o melasma. Mas ele também aparece em mulheres que nunca tiveram filhos nem tomaram pílula.

  • Exposição ao sol
  • Calor

Acredita-se que entrar em um local muito quente, como um carro fechado no sol, também leve ao aparecimento das manchas. Mudanças bruscas de temperatura, fazer muita sauna, coisa assim podem piorar as manchas.

  • Abrasão

Agredir a pele piora: por isso todo tipo de peeling mais forte ou laser não é indicado no tratamento, já que pode até fazer a mancha sumir num primeiro momento, mas depois ela volta mais forte.

  • Luz

Todo tipo de exposição prolongada à luz piora o melasma. Pode ser a luz do teto, ou mesmo a luz do celular, tablet ou computador.

Minha rotina de tratamento

Procuro usar sempre filtro solar, (aplico de manhã e reaplico na hora do almoço) de fator de proteção bem alto. Uso todos os dias, mesmo quando não tem sol.

Para proteger da luz, é bom usar alguma maquiagem com cor (pó ou base). A simples cor já protege a pele, pelo menos um pouco, dos efeitos da luz. Por isso, uso sempre um pó facial sobre o filtro diariamente e, nos lugares onde quero proteger mais, aplico corretivo.

Não uso cremes, pois sou alérgica a hidroquinona, como comentei no post Melasma (manchas na pele): teste com Demelan e Triderm. A hidroquinona pode ser um clareador eficaz, embora tenha muita controvérsia sobre o assunto, já que tem gente que diz que hidroquinona faz mal.

O mais importante no tratamento ao melasma é prevenir. As manchas podem melhorar, mas é muito fácil voltarem. Filtro solar e maquiagem, então, são ótimos aliados!

Beijos!

Deixe seu comentário!

Hidroquinona faz mal?

A hidroquinona é um dos clareadores de manchas na pele mais conhecidos. No entanto, ela tem pontos positivos e negativos, e é bom conhecê-los se você está pensando em usá-la.

hidroquinona-faz-mal

CLAREAMENTO EFICAZ

A grande vantagem da hidroquinona é ser um clareador muito poderoso. A eficácia dela é inegável, muitas manchas resistentes desaparecem com o uso contínuo desse clareador.

No entanto, a hidroquinona apresenta vários pontos negativos. Conheça alguns deles:

HIPOPIGMENTAÇÃO

A hipopigmentação é o surgimento de manchas brancas que não escurecem mais. Usar a hidroquinona por muito tempo pode fazer surgir pontos brancos permanentes na pele. A pessoa acaba trocando manchas escuras por manchas brancas.

Para prevenir a hipopigmentação a hidroquinona não deve ser usada por muito tempo, três meses é o máximo.

CÂNCER

As suspeitas de que a hidroquinona pode causar câncer não foram confirmadas. No entanto, em experiências in vitro, constatou-se que a hidroquinona causa mutações no DNA, o que poderia levar ao surgimento do câncer de pele.

ALERGIA E INTOLERÂNCIA

Esse é o maior problema da hidroquinona. Muitas pessoas relataram a intolerância a esse clareador, e o resultado são alergias graves.

Esse foi o meu caso. Comentei com vocês nesse post que eu tive intolerância quando usei o Triderm, o qual tem como um dos ingredientes a hidroquinona.

Eu não sabia que o problema era especificamente a hidroquinona, então, quando eu retornei na dermatologista, ela me receitou o creme Glyquin. Esse creme também possui hidroquinona, e eu tive uma reação alérgica muito forte. Foi o mesmo problema do Triderm. Tive, então, certeza de que o problema era a hidroquinona.

Por todos esses problemas a hidroquinona já foi proibida em diversos países.

Quem estiver pensando em usar hidroquinona para clarear a pele, deve estar ciente desses problemas andes de começar o uso. É preciso pensar bem, já que os efeitos colaterais talvez não compensem os benefícios.

Mas, se você for mesmo usar, uma dica por experiência própria: procure testar o creme em uma época que você possa ficar em casa por alguns dias. Assim, se você tiver alergia, não precisará sair com o rosto todo inchado.

 

3 Comentários, deixe o seu!

Melasma (manchas na pele): teste com Demelan e Triderm

Você sabe o que é melasma? São aquelas melasmas são manchas escurecidas na pele, que quase toda mulher tem. Tem muito a ver com hormônio feminino, por isso quase 75% das gestantes apresentam esse problema.

Há alguns anos notei as primeiras manchas de melasma em minha pele. Desde então, testei dois cremes muito conhecidos para o clareamento da pele: Triderm (Triluma genérico) e Demelan. Nesse post vou contar os resultados que obtive com o uso desses cremes.

TRIDERM

Triderm

Esse foi o primeiro creme que usei, recomendado pela dermatologista. Na verdade, ela recomendou o Triluma, mas eu usei o genérico, já que era bem mais barato que o original.

Tive uma forte reação alérgica a este creme. Sou extremamente branca, queimo facilmente no sol. Passei uma quantidade mínima, usei protetor e não fiquei no sol. Mesmo assim, minha pele inchou muito, ficou bem vermelha e, depois de um tempo, descascou. Sem exageros, parecia que um marimbondo havia picado meu rosto.

Depois de quase uma semana de inchaço e vermelhidão, finalmente a pele melhorou. E foi muito decepcionante quando vi que o melasma estava lá, intacto.

Mas, como toda brasileira, eu não desisto nunca! Insisti e passei mais algumas vezes, na esperança de que a pele acostumasse e não inchasse mais. Infelizmente, todas as vezes tive reação, e decidi abandonar definitivamente a pomada. E as manchas não apresentaram melhora.

Sei que muita gente já teve resultados bons com esse creme, e fiquei triste ao perceber que não conseguiria usá-lo. Mas é um creme realmente forte, por isso, recomendo muito cuidado antes de passar.

Depois, descobri que o problema do creme era a hidroquinona. Gente, essa tal de hidroquinona é um dos clareadores mais eficazes que existem, mas muita gente reage mal a ela. Tem até profissionais que falam horrores de usar hidroquinona, e em alguns países ela é proibida! Falei um pouco mais sobre isso no post: hidroquinona faz mal?

DEMELAN

Demelan 2

O Demelan comprei por iniciativa própria, sem indicação da dermatologista. Vi muitas meninas elogiando na internet, e decidi testar.

Ele não agrediu a minha pele como o anterior. No entanto, as manchas não desapareceram. Usei por mais de quatro meses, insisti mesmo, e não tive um resultado.

Ele melhorou um pouco as manchas bem superficiais. Mas aquelas mais internas permaneceram, não chegaram nem a clarear.

RESUMO

Dois produtos que não clarearam minha pele! Sei que cada pessoa tem uma reação particular, e talvez esses mesmos cremes façam um efeito ótimo em outras pessoas, mas para mim não deu certo.

 

57 Comentários, deixe o seu!

Nós testamos: Hipoglós para o rosto

Olá! Hoje vou dar minha opinião a respeito de um produto muito divulgado na net como ótimo para hidratar o rosto: Hipoglós!

Você acredita que Hipoglós pode ser usado como creme hidratante? Seria maravilhoso, não? Afinal, ele é barato e super fácil de encontrar. Animada com a ideia, comprei dois tubos de Hipoglós para testar, o natural e o de Amêndoas. Vejam só:

Usei o Hipoglós como hidratante noturno apenas, já que ele não tem filtro solar.

A textura do Hipoglós é um pouco grossa, precisa esfregar bastante para espalhar.

Agora, sinceramente meninas: não é todo mundo que consegue usar Hipoglós no rosto. É que por causa do óleo de fígado de bacalhau ele fica com um cheiro forte de peixe, duro de aguentar a noite toda.

Sei que muitas mamães já usaram muito Hipoglós e se acostumaram com o cheiro, mas quando ele é passado no rosto é outra coisa. Fica ali, do ladinho do nariz. Não foi fácil, foi o pior aspecto do produto.

Como eu tenho pele mista, e passar o Hipoglós sozinho deixou a pele gordurosa. Deu um pouco de espinhas depois de uns dias.

Ele dá a impressão de clarear a pele sim, mas não é um efeito duradouro, vai sumindo durante o dia.

Existe uma maneira diferente de usar o Hipoglós: misturando-o com outros produtos, fazendo o conhecido “creme do Ivo Pitanguy” (para ver a receita, clique aqui). Eu também não me adaptei muito bem a esse creme, mas obtive um resultado melhor do que com o Hipoglós puro.

Hipoglós Amêndoas

Cheiro é algo muito pessoal, e eu li em alguns lugares que o Hipoglós Amêndoas tinha um cheirinho melhor. Não foi o que achei. Para mim, o Hipoglós Amêndoas tem um cheiro muito enjoativo, difícil de dormir com ele a noite toda.

A textura é a mesma do Hipoglós tradicional. Possui, portanto, os mesmos problemas.

Gente, em resumo, não aprovei e não compraria novamente Hipoglós para passar no rosto. Com a infinidade de hidratantes faciais que há por aí, para todos os gostos e bolsos, talvez seja melhor investir em um produto específico.

Como já falei, penso que pode ser bom para quem tem a pele seca. Como minha pele é oleosa, não deu certo.

E você, já usou Hipoglós como hidratante facial? O que achou? Conte para a gente!

39 Comentários, deixe o seu!