Go to Top
Posts Recentes
glicopan pet id
cama-baú-id
Pill Food - id
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
zasłonka_szafa_garderoba_kokopelia_-32

A saga do cabelo platinado – parte 2 (tirando o amarelo do cabelo loiro)

E a saga continua, quem não leu a primeira parte clica aqui, quem quer apenas saber como tirar o amarelo do cabelo este post vai ajudar bastante.

Por que quando descolorimos o cabelo no salão ele fica branquinho e quando fazemos em casa ele fica amarelado? O segredo está no lavatório, quando o cabeleireiro está lavando o seu cabelo (após a tintura) ele passa um tonalizante. O mais usado é o tonalizante 9.01 da Richesse (Mikshake gelo) + Emulsão reveladora 9 volumes.

Essa quantidade é suficiente para duas aplicações, os seja, você usa metade de cada produto para uma aplicação.

O ideal é quando for lavar a tintura que está no cabelo, depois de tirar bem com o shampoo, passe o tonalizante. Agora que vem o problema, tem que tomar bastante cuidado com o tempo do produto no cabelo, fique de olho no espelho.

O tempo depende de quanto o cabelo está amarelo, mas é uma média de 5 minutos.

Essa etapa do processo foi complicada para mim, pois eu tinha duas cores no cabelo, uma descolorida das luzes e uma pintada com a tinta 11.21 da Alfaparf, então o resultado do tonalizante não foi o mesmo para o cabelo inteiro. Pois ele reagiu mais rapidamente nas luzes enquanto o restante do cabelo ainda estava amarelo.

Qual foi a minha escolha na hora: deixei chumbar as luzes para clarear a parte amarela da tintura. (Chumbar é quando o loiro fica grisalho).

O resultado foi esse aqui:

Tirei a foto meio de lado para vocês verem as luzes chumbadas. Se eu não tivesse as luzes no cabelo ele acabaria por aqui. Mas não podia ser fácil né.

Então, no próximo post vou ensinar como tirar o chumbado do cabelo. Beijos!

Continua…

Deixe seu comentário!

A saga do cabelo platinado – parte 1 (tinta Alfaparf 11.21)

Hoje vou começar a contar para vocês como deixei o meu cabelo platinado. Como a história é longa dividi em alguns posts, e também para facilitar quem quiser saber só sobre algum dos passos.

Primeiro, é uma saga mesmo viu gente, quando você acha que acabou ainda tem mais etapas, e quando fica perfeito a raiz cresce hahaha e lá vou eu mexer de novo. Não quero desanimar ninguém, mas saibam que não é fácil ficar platinada, muito menos manter a cor. Mas mesmo sabendo de tudo isso eu quis pintar o meu cabelo e não me arrependi até agora.

Sempre me perguntam: por que você pintou? e não sei dar uma resposta muito boa para essa pergunta… simplesmente enjoei da minha cara… quem nunca? Quis radicalizar. Passei por um momento de transição na minha vida e me senti mais segura para mudar o visual. Nunca fui muito apegada ao meu cabelo, gosto dele, mas nunca tive medo de mudar, pintar, cortar…mesmo quando estragamos não é o fim do mundo…a gente chora e depois arruma (do jeito que dá).

Não vou ficar fazendo suspense não. Já vou mostrar o meu antes e depois e só então vou contar o que eu fiz. Mas lembrem que esse foi só o primeiro passo. Não estou assim tá hahaha.

O meu cabelo estava com uns quatro dedos da cor natural e o restante tinha luzes, aliás foram essas luzes que atrapalharam o processo todo.

A iluminação ficou um pouco diferente nas duas fotos, mas deu para ver que o cabelo ficou cor gema de ovo hahaha.

Agora vou contar essa primeira etapa. Todo o processo foi feito em casa mesmo, com a ajuda da minha irmã. Eu li na internet que para ficar bem loira tinha que pintar o cabelo com a tinta 11.21 da Alfaparf (Louro platino irisé cinza) + OSP da Alfaparf (Super reforçador de aclaração) e água oxigenada volume 40. E foi exatamente isso que usei.

Eu fiz assim: como a minha raiz estava mais escura, passei somente na raiz e deixei 40 min, depois apliquei no restante e deixei mais 40 minutos.

Gente, o quanto ardeu o meu couro cabeludo não tenho nem como falar hahaha, agora eu dou risada mas na hora foi triste viu. A tinta fez até umas feridinhas, mas em poucos dias já sumiram. Não estragou nada o meu cabelo. Ele já não estava aquela maravilha, por causa da luzes, mas não piorou.

E o resultado foi aquele, uma cabelo amarelo com um pouco de luzes mais claras (que já estavam no cabelo).

No próximo post venho contar como tirei o amarelo do cabelo. Beijos!

Continua…

Deixe seu comentário!

Teste: clareando cabelos tingidos com Dekap Color

Olá! Hoje estou aqui para mostrar a vocês minha experiência com o Dekap Color, que usei para tentar tirar tinta vermelha dos cabelos.

Tirando o vermelho do cabelo

Eu usei por muitos anos o cabelo vermelho. Quem acompanha o blog já sabe disso, pois já publiquei muitas dicas para a manutenção da cor vermelha no cabelo.

Mas o cabelo vermelho exige muita manutenção, é uma cor difícil de manter. Além disso, queria mudar a cor, pois estava meio cansada do vermelho. Só não mudei antes porque o vermelho é uma cor muito, muito difícil de tirar. Por cima dos cabelos vermelhos, nem a tinta escura fica boa. É só lavar algumas vezes que o fundo acobreado aparece.

Essa dificuldade para tirar a tinta também acontece com cabelos tingidos de preto, para quem quer clarear.

A minha primeira tentativa de tira o vermelho do cabelo foi usando uma tinta loiro mate, como contei para vocês no post Teste: Loiro Mate tira o vermelho dos cabelos? Como não gostei muito do resultado, resolvi investir em métodos um pouco mais agressivos para a remoção da tinta vermelha.

Decapando os cabelos

Pesquisando bastante sobre o assunto, vi que não tem como tirar a tinta do cabelo sem decapar. Em alguns dias vou publicar um post só sobre decapagem, e recomendo que você dê uma olhada nele se quiser saber tudo sobre esse processo, inclusive as formas de decapar (existem mais opções além do Dekap Color).

Em resumo, decapar os cabelos é tirar a tinta existente para passar uma nova. É o processo ideal para mudar de cor de tinta, e é um passo indispensável para quem quer clarear cabelos tingidos.

Dekap Color – o que é

O Dekap Color é uma das formas de decapar os cabelos. Como muita gente falou super bem dele, resolvi testar o produto. Vejam a embalagem:

como usar

Ele vem com esses dois potinhos de produto dentro, e, para aplicar, basta misturar o conteúdo dos dois em partes iguais.

O Dekap Color é passado no cabelo seco, como se fosse tinta (mecha por mecha), deixando agir e lavando em seguida.

Pode ser aplicado duas vezes no mesmo dia, para clarear mais. Se quiser um resultado mais potente, pode clarear mais duas vezes ainda, só que tem que esperar sete dias da primeira aplicação. Assim:

2 aplicações / pausa de 7 dias / + duas aplicações.

Resultado

Vejam como meu cabelo ficou. Esse é o cabelo antes:

Depois de uma aplicação do Dekap Color:

Depois da segunda aplicação:

opinião

Ele não agrediu tanto o cabelo, mas também não clareou muitos tons. Como vocês viram nas fotos, somente a primeira aplicação clareou bastante, a segunda quase não deu diferença.

O grau de clareamento varia demais de cabelo para cabelo (tem gente que clareia uns 5 tons, mas o normal é o máximo 2 tons por aplicação).

Acho que o Dekap Color é uma forma segura de tirar a tinta do cabelo em casa mesmo. Só que não é para ser usado sozinho: depois, é preciso passar outra tinta no cabelo, para o cabelo não ficar com o tom desbotado que vocês viram nas fotos.

Vale lembrar que o Dekap Color é uma das formas de tirar tinta do cabelo (decapar). Para conhecer outras, você pode ler o artigo Decapagem: clareando cabelos pretos e vermelhos.

Atualizando:

Recebi muitas perguntas depois que publiquei esse post. As leitoras geralmente explicam o que já usaram no cabelo e perguntam o que vai acontecer se aplicarem o produto X.

Fiquei feliz ao ver as perguntas, porque é bem legal ver que as pessoas curtem o que a gente escreve. Mas insegura também. Tão insegura que acabei ficando um tempo sem publicar os comentários.

Tenho medo de dar uma resposta errada, pois não conheço o cabelo da leitora. Cada cabelo reage de um jeito, dependendo do que já tem nele e da textura.

É difícil prever o que vai acontecer depois de uma química mesmo pegando o cabelo na mão. O cabelo pode estar bom e detonar de repente. É bem imprevisível.

Então vou fazer o seguinte: vou publicar todas as perguntas e deixo em aberto as que eu não souber responder. Se alguém souber e quiser responder, é bem legal, pois vira uma espécie de fórum.

E agora vou dar umas respostas do tipo “regra geral” às perguntas:

1) não aconselho fazer NADA sem teste de mecha antes;

2) decape duas vezes no máximo e espere muito tempo (meses) para decapar de novo ou usar qualquer clareador;

3) clareie devagar. Um/dois tons por mês. Não tente ir do preto para o louro escuro que vai dar problema.

22 Comentários, deixe o seu!

Como cuidar dos cabelos elásticos

Os cabelos elásticos são um drama pelo qual muita gente já passou (inclusive eu). Resolvi fazer esse post para dar o máximo de informação para quem está sofrendo com esse problema. Quanto mais a gente entende sobre o cabelo elástico, mais pode fazer para melhorá-lo.

O que é cabelo elástico?

O fio de cabelo elástico é aquele que estica muito mais do que um fio de cabelo normal.

Embora se chame “cabelo elástico”, o cabelo com esse problema não parece nada com o elástico de roupas que conhecemos. Isso porque o elástico estica e encolhe, vai e volta, e o cabelo elástico não consegue voltar: ele quebra.

O que aconteceu?

A primeira coisa que a gente pensa quando vai pentear o cabelo e percebe que está esticando demais é: o que deu errado?

Quem está com o cabelo elástico fez alguma química que se mostrou incompatível com o cabelo.

A química nem precisa ter sido tão forte. Pode ter sido uma química mais fraca, mas que seus fios não aguentaram.

É por isso que o ideal é sempre fazer um teste de mecha antes (deixar o produto em uma mecha e só passar no cabelo todo 48 horas depois). Mas, sabemos que é raro as mulheres fazerem isso. O dano, então, pode acontecer.

Para entender melhor, veja a estrutura do fio de cabelo:

estrutura do fio22Quando o cabelo sofre um processo de química, essa cutícula fica danificada (vista num microscópio, lembra uma escama de peixe).

Mas quando o cabelo está elástico, significa que o dano ultrapassou a cutícula e foi para o interior do fio. Além disso, a situação da cutícula é muito grave, pois ela está muito aberta. É por isso que é bem mais difícil curar um cabelo elástico.

E agora, o que fazer?

Se você está com os cabelos elásticos, o importante é: como resolver esse problema? É isso que eu quero mostrar agora.

Use shampoo e condicionador específico

Esse não é o momento de economizar: procure uma loja de cosméticos, preferencialmente de uso profissional, e compre um ótimo conjunto de shampoo e condicionador para cabelos quimicamente tratados.

Não penteie molhado

O fio de cabelo elástico fica molinho, e, quando penteado molhado, arrebenta. Tente não usar secador (ou só frio) e espere secar totalmente para pentear, se for possível.

Use um creme hidratante sem enxágue

Os cremes hidratantes sem enxágue são como um leave-in, mas um pouco mais potentes. Passe nos cabelos úmidos, sem encostar na raiz, e deixe o cabelo secar naturalmente.

Hidrate semanalmente

É bom fazer hidratações poderosas, com produtos de ótima qualidade, ao menos uma vez por semana.

No entanto, o excesso de hidratação não vai resolver, podendo deixar o cabelo grudento. Por isso uma vez por semana é a quantidade ideal e adequada.

Não se desespere

Sei que essa dica parece meio sem sentido, mas, se você está com o cabelo elástico, sabe que a gente fica desesperada para achar uma solução.

Nessa hora, o melhor é ter calma, esperar um pouco e não correr para cortar o cabelo.

É difícil ficar com o cabelo tão danificado, pois a gente não tem vontade de sair de casa. Mas precisamos estudar, trabalhar etc.

Uma ideia é prender o cabelo em um coque e tentar fazer suas atividades normalmente. Enquanto isso, você vai tratando o cabelo, até que ele melhore.

Cauterização

Esse é um bom momento para fazer uma cauterização capilar em um salão de beleza. A cauterização sela um pouco as cutículas do fio, diminuindo a elasticidade.

Cortar ou não cortar?

Como falei no item acima, não acho que ninguém deve radicalizar e cortar o cabelo curto, só porque ficou com ele elástico.

Mas, esse é o momento para cortar um ou dois centímetros das pontas. Se seu cabelo está elástico, é provável que as pontas estejam tão danificadas que jamais vão se recuperar.

Corte as pontas e espere um mês. Vá tratando os cabelos enquanto isso, hidratando e cauterizando. Depois desse tempo, você verá que o cabelo se recuperou bastante e, se for preciso cortar, não será tanto quanto você imaginava anteriormente.

Evite ao máximo uma nova química

Essa dica deveria ser: nunca coloque química em cabelo elástico, mas há casos em que é necessário. Talvez o cabelo esteja com uma cor tão horrível (justamente por causa da química anterior) que será preciso corrigir. Nessa hora, todo cuidado é pouco: um corte químico pode acabar com seu cabelo. Usar um shampoo colorante, sem amônia, pode ser a melhor opção.

Tenha paciência – o problema tem solução

Essa é a dica mais importante. Espere, vá com calma. O dano está feito, mas tem solução. Cuide, invista em bons produtos, use o cabelo preso por um tempo. Dois ou três meses é o tempo para o cabelo estar com uma qualidade bem melhor. Pode ter certeza: seu cabelo vai melhorar.

Deixe seu comentário!

Bepantol solução para os cabelos

Veja, nesse post, como o Bepantol Solução pode ser usado para você ter cabelos mais bonitos.

bepantol-solucao-derma-moda-democratica

Nós já falamos do uso geral do Bepantol Solução aqui. No entanto, existem formas mais específicas de usar o Bepantol líquido nos cabelos. Para falar mais sobre isso, resolvi fazer um post dedicado ao uso do Bepantol nos cabelos.

1) NO SHAMPOO

Muita gente diz que colocar uma tampa de Bepantol líquido no shampoo diminui a queda dos cabelos. Resolvi fazer o teste.

Eu coloquei uma tampa de Bepantol no meu Shampoo Johnson’s Baby e usei até o fim. Não sei se precisava ter mais tempo para perceber os resultados, mas não vi uma diferença na queda.

Acho que o cabelo ficou mais hidratado, mas acho que acabou deixando o cabelo mais oleoso. Por isso, usei só um frasco de shampoo com Bepantol e parei.

2) NA RAIZ DOS CABELOS

Também é possível passar Bepantol na raiz dos cabelos para hidratar as raízes. O Bepantol é bom principalmente para pessoas com descamação, ressecamento ou coceira no couro cabeludo.

Eu fiz isso com um algodão , e não foi tão fácil hidratar todas as raízes, principalmente aquelas que ficam na parte de trás da cabeça.

Eu passei com os cabelos úmidos, o Bepantol secou e ficou ótimo. Mas fiz poucas vezes, e percebi o couro cabeludo mais hidratado.

3) BORRIFANDO PELOS CABELOS

Essa eu inventei (aposto que já tem gente que falou disso na internet, mas, como eu não vi, considero que inventei :)).

Coloquei um pouquinho de Bepantol num borrifador e, quando os cabelos estavam com uma aparência meio ressecada, eu borrifava o Bepantol do meio para as pontas.

Eu adorei o resultado! O cabelo ficava com um brilho bem legal, e menos pesado do que se eu usasse um óleo para pontas. Essa é a maneira de usar Bepantol nos cabelos que mais me agradou.

4) PARA BANHO DE BRILHO NOS CABELOS

Se você quer aumentar os efeitos do seu creme para hidratação, então pode colocar uma tampa (ou menos) de Bepantol líquido, misturar bem e aplicar nos cabelos.

Você pode também colocar duas colheres de sopa de açúcar na sua mistura de Bepantol e creme, para melhores resultados.

O açúcar, além de funcionar como esfoliante, tem efeito cicatrizante. Assim ele é indicado para melhorar a saúde do couro cabeludo.

Mas, nas vezes que fiz banho de brilho com tinta, percebi que colocar Bepantol na mistura faz com que a tinta fixe menos. Nesse caso, melhor não usar.

Quem já testou outro uso para o Bepantol Solução, conte para nós o resultado! Beijos!

Deixe seu comentário!

Página 2 de 512345